Publicado em: 20/06/2013
NERÓPOLIS FARÁ GRANDE MANIFESTAÇÃO NESTE SÁBADO DIA 22
Por Edson Lima
Nerópolis - GO

Já está circulando no Facebook, desde o início da semana, a convocação de todos os neropolinos, para uma manifestação de protestos, de forma pacífica, marcada para a tarde de sábado, com concentração na Matinha.

A principal meta se prende ao péssimo serviço de transporte coletivo, com condições sub- humanas a que vem sendo submetida a população de todo o Município, em especial no trecho entre Goiânia e Nerópolis.

Este verdadeiro drama, que dura mais de vinte anos, desde a integração de nossa Cidade ao Sistema de Transporte Coletivo da Região Metropolitana de Goiânia. Já no início, o Jornal de Nerópolis, o verdadeiro, então dirigido pelo Diretor desta Revista, denunciou, em reportagem com ampla repercussão, mostrando fotos e entrevistas, de neropolinos humilhados em filas intermináveis nas proximidades da Rodoviária de Goiânia, de onde saiam os ônibus para Nerópolis, já no sistema semiurbano, naqueles tempos.

Passados longos anos, o sofrimento de hoje é ainda maior. Ônibus com mais de 150 pessoas, saem do Terminal Praça da Bíblia, nos horários de pico todos os dias, muitas vezes conduzidos por motoristas mal humorados, colocando em risco a vida de todos os passageiros, já que, mais de cem pessoas viajam em pé, espremidos uns contra os outros, e, é claro, sem cintos de segurança.

O que não se consegue entender, é como estes perigosos ônibus, que chegam a atingir velocidades acima de 100 km/h, passam o dia dezenas de vezes pelo posto da Polícia Rodoviária, sem serem admoestados. Da mesma forma, os fiscais da Agência Goiana de Regulação, extremamente rígidos contra as pequenas empresas de transportes, fazem vistas grossas para os abusos cometidos pela poderosa empresa que detém o monopólio do transporte entre Goiânia e Nerópolis.

Mas, pelo que temos visto nas convocações, a manifestação não vai ficar só por aí. Parece que temas como falta de melhor atendimento médico, falta de esgoto e aterro sanitário, e alguns desmandos e ajeitamentos políticos, deverão ser lembrados também.

A ORIGEM DA MANIFESTAÇÃO PELO PAÍS AFORA

Para quem vem acompanhando os movimentos, pela imprensa, desde o início, sabe que as motivações não se prenderam simplesmente aos aumentos das passagens do transporte coletivo. Este sim, foi uma espécie de “gota dágua” o estopim, por assim dizer, para o grito de basta da população massacrada, que não consegue mais tolerar tanto cinismo, tanta cara de pau e tanta corrupção nos meios políticos brasileiros, em todos os seus níveis, que ficaram mais escancarados nos últimos tempos.

Os episódios como os mensalões, as privatizações predatórias, as licitações fraudulentas, as violências policiais contra os mais pobres, as intermináveis filas no sistema de saúde pública e enfim, uma infinidade de atos, repudiantes que foram praticados, ou tolerados por governantes, desde a Presidência da República, até por prefeitos de pequenos municípios.

Mensalão

Denúncias da grande imprensa dão conta de que tudo começou no Governo de Eduardo Azeredo, do PSDB de Minas Gerais, quando buscava a sua reeleição, no final da década de 1990, estando o ex governador respondendo processo no STF, até hoje.

O suposto esquema recebeu também o nome de valerioduto tucano porque o acusado de ser operador é o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, o mesmo do mensalão do PT.

Mares Guia era vice-governador à época e coordenava a campanha de Azeredo. Clésio era candidato a vice-governador. Todos os réus negam os crimes denunciados.

O caso veio à tona em 2005, juntamente com as apurações do mensalão do PT. Em novembro de 2007, a Procuradoria fez a denúncia ao STF -depois, o pedido de desmembramento para réus sem foro privilegiado foi aceito.

Comenta-se que a mesma estratégia de “agradar” aos deputados e senadores, fora também incrementada pelo então ministro Sérgio Motta, o “Serjão Trator”, como era conhecido nos meios tucanos, para se conseguir uma Emenda Constitucional, que garantiu o direito de reeleição para o então Presidente Fernando Henrique Cardoso.

Mensalão do LULA

Comandado por José Dirceu, com a ativa participação do goiano, Delúbio Soares, o caso ganhou publicidade, causou revolta geral e acabou sendo objeto de CPI, com denúncia do Ministério Público ao STF, que culminou com a condenação de quase todos os envolvidos no lamentável escândalo, que apontou José Dirceu e Marcos Valério como principais operadores do sistemas criminoso.

Mesmo com a satisfação de toda a sociedade, com os resultados dos julgamentos, inúmeras são as correntes que insistem na necessidade, de também levar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a julgamento, pelos mesmos crimes.

Privataria Tucana

O Jornalista Amaury Júnior, ex repórter especial da revista “Isto É” e do cotidiano “O Globo”, ganhador de vários prémios por reportagens investigativas, publicou um livro bombástico, onde, segundo suas investigações, repletas de documentos e fotografias comprometedores, afirmou que, nos anos 1990, o governo Fernando Henrique Cardoso vendeu por cerca de cem bilhões de dólares um portfólio de patrimônio público que, à época, valia, no mínimo, o triplo. Para que se possa mensurar o tamanho do roubo de patrimônio, a mineradora então chamada Vale do Rio Doce foi vendida a estrangeiros por cerca de um ano de faturamento.

No livro, denominado de “A Privataria Tucana” relata o rápido enriquecimento do condutor das privatizações, o tucano José Serra, em transações que envolveram a empresa Verônica Serra & Verônica Dantas, de sua filha Verônica em sociedade com uma parente do Banqueiro Daniel Dantas.

Segundo o jornalista, as privatizações das teles (Embratel, Telebrás) renderam bilhões a seus executores, no caso FHC, Sérgio Motta, José Serra (o operador central da lavagem de dinheiro da privataria nos "offshores" ou paraísos fiscais) e um oceano de dinheiro para os monopólios privados de telefonia fixa e móvel, todas concentradas nas mãos de multinacionais, que as arremataram a "preço de banana" graças às facilidades e maracutaias da "privataria" tucana. As benesses e as "generosidades" para os grandes capitalistas não são exclusividade dos peessedebistas de alta plumagem, elas estão em pleno vigor de forma aperfeiçoada através de financiamentos a rodo do governo Dilma à custa da abertura das torneiras dos cofres do BNDES, como os megaempréstimo a Eike Batista ou a "ajuda" para a formação do JBS-Friboi.

Transposição do Rio São Francisco. Mais uma Trapalhada do PT

Reportagem, do Jornal Estado de São Paulo, mostrou que construtoras abandonaram o empreendimento e que parte da construção começa a se deteriorar com rachaduras e obras abandonadas pela metade.

Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) apontou ainda prejuízo de R$ 8,6 milhões nas obras do eixo leste, que vai de Floresta (PE) a Monteiro (PB).

O líder do PSDB, Duarte Nogueira (SP), e o presidente do PPS, Roberto Freire (SP), vão apresentar requerimentos na comissão de Fiscalização e Controle pedindo a convocação do ministro para falar sobre o tema.

Nogueira vai solicitar ainda a formação de uma comissão externa de deputados para fazer uma visita à obra e pedirá informações ao TCU e à Controladoria-Geral da União (CGU) sobre as auditorias na obra.

"O dinheiro público está indo para o ralo. O governo faz propaganda e onde as coisas acontecem estão a passo de tartaruga e causando um grande prejuízo", diz o líder tucano. "Aquilo que era, segundo anunciava a propaganda do governo Lula, a grande obra para o Nordeste agora se transformou num grande escândalo", complementa Freire.

O Ministério da Integração Nacional afirmou em nota que a sensação de "abandono" deve-se a uma paralisação temporária em algumas áreas da obra. Atribuiu novamente essa interrupção a uma disputa com as empresas relativa a aditivos contratuais. Ressaltou que algumas das empresas que deixaram os canteiros devem retomar as atividades no início de 2012. A pasta garantiu que caberá aos consórcios a reconstrução de trechos deteriorados.

"O ministério não contratará duas vezes o mesmo serviço, nem qualquer trecho dessas obras", diz parte da notícia divulgada pela pasta.

Em outra nota, o ministério afirma ter tomado medidas relativas aos problemas apontados pelo TCU. "Todas as medidas administrativas e jurídicas decorrentes das recomendações ali contidas estão sendo adotadas, tanto no âmbito da fiscalização da obra quanto nos processos relativos aos lotes de obras auditados, inclusive com glosas em faturas em tramitação".

Enquanto isso, a população nordestina, que continua em seu secular sofrimento, amargou nestes últimos anos uma das mais castigadas secas de sua história.

Fatos como estes fizeram transbordar a paciência do povo brasileiro, que sempre foi conhecido como um dos mais pacíficos, divertidos e ordeiros, de todo o mundo. Esta indignação não tem bandeira política, não tem um alvo específico único. Esta manifestação que pipocou em todo o País, é um grito de basta a todas as mazelas que fulminam os direitos e a esperança de todos nós.




Transporte desumano




Superlotação garante lucro fácil para empresa do transporte coletivo



Sucateamento do BEG, Goianos nunca perdoaram




Azeredo.Ex Governador de Minas, o pai do mensalão



Marcos Valério,operador do mensalão do PSDB e do PT







. Sergio Motta, o "Trattor" articulador, junto ao congresso, da reeleição de FHC




José Dirceu´Hoje aguardando o momento de se apresentar na cadeia.


Um time de famosos, no banco dos réus,




Comandado pelo Ministro Joaquim Barbosa, o STF fez o inacreditável, condenando grandes figurões.




Para Carta Capital, velerioduto respingou em Ministro do STF




Velho cacique do Maranhão,



Mais denuncias na Privatização



No nordeste, a seca e a misérai continuam imperando




Dinheiro jogado fora



Milhões estarão indo agua abaixo.

 
PUBLICIDADE

>>> Outras Noticias <<<
Nerópolis in Foco  
Nerópolis In Foco. (62) 99917-2379
edson.neropolis@gmail.com