Publicado em: 09/08/2013
DESCASO DA SANEAGO, CAUSA SOFRIMENTO E HUMILHAÇÃO PARA NEROPOLINOS.
Por Edson Lima
Nerópolis - GO

A falta de água nas residências dos setores mais altos, que já vem se tornando rotina em Nerópolis, no período de estiagem, ganhou proporções desastrosas neste ano.

Para os servidores da Estatal, alguns novos ingredientes contribuíram para o aumento do problema, pois segundo eles, com as obras de abertura das ruas, para a instalação dos canos de esgoto, inúmeros incidentes, com rompimentos de canos e até adutoras, vem provocam o grande desperdício de água.

Outro problema de aumento de consumo, trazido pelas obras do Esgoto, está sendo a lavagem de ruas com água tratada, pelos moradores das regiões em obras. É que, com a remoção de terras das valas, uma nuvem de poeira está tomando conta das ruas, fazendo com que, no desespero, as donas de casa não encontram outra alternativa, a não ser a de se socorrerem com a água das torneiras.

Também a falta de energia, ocorrida no início da semana, por quase dez horas seguidas, paralisaram o bombeamento dos vários poços artesianos, o mesmo ocorrendo com as Estações de Tratamento.

Saneago desperdiça milhões de litros de água de seus poços



Mesmo com todo este drama vivido pela população, com pessoas sendo obrigadas a se socorrem com vizinhos possuidores de cisternas ou mini poços, na busca de um balde de água e, em muitos casos, se vendo privados até mesmo de sua higiene pessoal, a Empresa, responsável pelo fornecimento de água, não tomou nenhuma providencia para canalizar a água de dois enormes poços artesianos, que já se encontram perfurados há mais de dois anos.

Um dos poços, situado no Setor Recanto do Bosque, apresentou a impressionante vazão de 105.000 (cento e cinco mil) litros de água por hora, o que significa que, em apenas doze horas, mais de um milhão e duzentos mil litros de água estão deixando de ser aproveitados.

E para maior espanto, o citado poço está jorrando água, mesmo sem bombeamento, fato que causa revolta em todos aqueles que visitam o local e se deparam com o desperdício do precioso líquido, que tanta falta está fazendo para milhares de pessoas.

O outro poço, situado na região do Batume, encontra-se, também, da mesma forma abandonado.

Com tamanho sofrimento, não será de se estranhar que, logo venhamos a ter uma enxurrada de ações indenizatórias, por danos morais, uma vez que a situação humilhante dos consumidores da Saneago, residentes nas regiões atingidas pela escassez, está plenamente comprovada.







 
PUBLICIDADE

>>> Outras Noticias <<<
Nerópolis in Foco  
Nerópolis In Foco. (62) 99917-2379
edson.neropolis@gmail.com