Publicado em: 29/08/2013
DESLIGAMENTO DAS CÂMERAS PODE TER SIDO CRIMINOSO
Por Edson Lima
Nerópolis - GO

Algumas constatações estão intrigando os técnicos e os operadores das Câmaras de segurança de nossa Cidade. Segundo eles, ao iniciarem os trabalhos de recuperação de todo o sistema, depararam com situações, no mínimo muito suspeitas.

A atual Administração, ao assumir o comando do Município, recebeu a informação de que, das quarenta e duas câmeras adquiridas no Governo passado, apenas duas estavam em funcionamento.

No início pensando tratar-se apenas de uma questão de falta de manutenção, a Administração buscou contratar técnicos para realizar os reparos necessários. No entanto, com o passar do tempo, chegou-se a conclusão de que a questão era bem mais séria de que parecia. Ficou constatado que as câmaras com defeito, foram manuseadas, tendo o seu interior violado, para retirada de peças valiosas.

A ação pode ter sido arquitetada por vândalos, ou até mesmo por um bando de criminosos, visando dificultar os trabalhos da Polícia, nas investigações e constatações dos diversos crimes, principalmente os de roubos e furtos, que cresceram de forma assustadora, após os desligamentos do sistema de monitoramento. Também não é de se desprezar a possibilidade de roubo simples para venda, sendo que, cada unidade desaparecida, pode chegar a custar até R$ 3.000,00 (três mil reais).

No entanto, causou estranheza também o fato de ter sido encontradas na garagem municipal, e no subsolo do prédio da prfeitura, sucatas de câmeras de monitoramento novas, faltando as suas peças principais, no caso, as mais caras.

Pelo que informou o Técnico da empresa "Eletrônica 3 Dimensões" atual responsável pela assistencia e manutenção do sistema de monitoramento, foram encontradas, nos postes, apenas 23 das 42 câmeras adquiridas no passado, sendo que estas encontravam se instaladas de forma inadequada,, com fios isolados com fitas, causando mal contato, e ainda, inclinação errada, propiciando entrada de agua, noperíodo chuvoso.

Outras, espalhadas pela Cidade, continham apenas carcaças, e ainda foram constados alguns postes sem as devidas câmeras, o que faz supor, que tenha ocorrido o roubo das mesmas.
Estranhou também o novo Técnico, o fato de que, entre as oito câmeras fixas instaladas nas entradas da Cidade, somente uma existia de fato, mesmo ssim, sem funcionar, sendo que nas demais, ´so foram encontradas as cascas, ou caixas vazias, sem os valiosos aparelhos internos.
.
Buscando esclarecer os fatos, a atual Administração vai determinar a realização e uma Perícia, ou até mesmo um Inquérito Policial, na tentativa de chegar aos supostos criminosos, seja através de leitura das imagens das próprias câmeras, que devem, ou deveriam, estar arquivadas, ou, de outra forma, ouvindo-se testemunhas, principalmente de moradores vizinhos dos postes afetados, uma vez que, pelo que se vem apurando, no mês de dezembro, verificou-se um intenso movimento de sobe e desce nos referidos postes.

Hoje a Prefeitura trabalha num projeto, com apoio do GGIM, Gabinete de Gestão Integrada do Municipio de Anápolis para adquirir novas câmeras, com tecnologia mais avançada e com material de melhor qualidade, sendo que, dez câmaeras já foram recuperadas e mandam imagem que estão sendo monitoradas no novo prédio da Instituição, que será inaugurada, ainda neste dia 30 de agosto.




Dezenas de câmeras como esta, encontradas só com a carcaça



Instalação de forma indevida, possibilitava entrada de água nos aparelhos



Lente protetora quebrada



Novas instalações, sem fitas, com prensa fio, e caixa metálica apropriada



Na correta instalação, cuidados para se evitar entrada de umidades.









Sucatas, peças estranhas e câmers novinhas, sem o aperelho interior
 
PUBLICIDADE

>>> Outras Noticias <<<
Nerópolis in Foco  
Nerópolis In Foco. (62) 99917-2379
edson.neropolis@gmail.com