Publicado em: 27/02/2014
INDECISÃO DO PMDB E DESGASTE DE MARCONI, FAVORECEM VANDERLAN
Por Edson Lima
Nerópolis - GO

Enquanto as diversas alas do PMDB brigam pelas preferências de Iris ou Júnior da Friboi, o candidato de oposição Vanderlan Cardoso do PSB, começa a fazer um verdadeiro “rombo” nas pretensões do maior partido de oposição, de derrotar o governador Marconi Perillo.

Por outro lado, o Governador, que já estaria partindo para um quarto mandato, além de acusar o peso natural do desgaste, se vê às voltas com greves e movimentos, as vezes até violentos, de funcionários públicos, insatisfeitos com seus salários e condições de trabalho.

Por falar em funcionários públicos, é bom recordar que esta classe vem sendo decisiva nas últimas eleições. A primeira grande demonstração de força, foi na derrota de Iris para Marconi, na sua primeira eleição, quando ficou evidente que a maioria esmagadora dos funcionários, fizeram uma espécie de vingança contra o ex-governador, pelas medidas trágicas de demissões e congelamento de salários, por ele levado a cabo em seu mandato.

Com Maguito foi a mesma coisa. Marconi havia conquistado a admiração e o carinho dos servidores do Estado, com pagamentos em dia, aumento de salários e implantação de planos de cargos e salários.

Já Maguito, trazia consigo a herança maldita de Iris, com relação ao funcionalismo e ainda pesava sobre o seu ombro, algumas rusgas com trabalhadores da Celg e Saneago, além de ter determinado a demissão de muitos e muitos, já antigos, servidores contratados após 1988, sem concurso público.

Neste senário, Vanderlan, que se apresenta como o “novo” na disputa atual, começa a assustar nas grandes cidades do entorno de Goiânia, liderando pesquisas em Senador Canedo, onde foi prefeito, e agora em Aparecida de Goiânia. Nesta última, sem a presença de Iris Rezende, o candidato do PSB, lidera com folga e ainda apresenta o menor índice de rejeição, segundo recente pesquisa Grupom/Tribuna do Planalto.

Cientes de que, por ser Aparecida, o segundo maior colégio eleitoral do Estado, e que a sua proximidade com Goiânia, tanto pode influenciar, como ser influenciada pela opinião dos eleitores da Capital, alguns dirigentes do Pmdb, tomaram a iniciativa de marcar uma reunião para esta quinta feira, na busca de convencer aos demais correligionários, ao PT e, principalmente, ao Júnior da Friboi, de que, sem Iris Rezende na cabeça de chapa, o projeto de chegar ao Palácio das Esmeraldas, com a coligação PMDB/PT, corre sério risco de naufragar.
 
PUBLICIDADE

>>> Outras Noticias <<<
Nerópolis in Foco  
Nerópolis In Foco. (62) 99917-2379
edson.neropolis@gmail.com