Publicado em: 18/08/2014
COMOÇÃO NACIONAL FAZ MARINA ULTRAPASSAR AÉCIO, MOSTROU DATAFOLHA
Por Edson Lima
Nerópolis - GO

Pesquisa realizada nos dois dias, imediatamente seguintes, ao terrível acidente que matou o candidato a Presidente Eduardo Campos e toda a sua equipe, que viajavam na aeronave que veio a se chocar com residências no litoral paulista, a candidata a vice da chapa do ex candidato, Marina Silva, angariou para sí a simpatia de milhões de eleitores, consternados coma morte do líder pernambucano.

A repercussão positiva em favor da candidata a vice, na coligação com Eduardo Campos, foi tão espetacular que, caso tivéssemos hoje um segundo turno das eleições presidenciais, Marina venceria Dilma Rousseff, com 47% contra apenas 43% da atual Presidenta.

Na pesquisa Datafolha, Dilma Rousseff (PT) manteve os 36% das intenções de votos para o primeiro turno da eleição presidencial, na publicada na madrugada desta segunda-feira (18). Na primeira pesquisa desde a morte do candidato Eduardo Campos (PSB), o instituto mostrou o crescimento da candidatura do partido socialista com Marina Silva (PSB), que teve um salto de 13 pontos com a escolha da candidata como substituta de Campos.

No cenário com Marina Silva, que deve ter sua candidatura confirmada no dia 20, o candidato Aécio Neves (PSDB) manteve a segunda posição com os mesmos 20% das intenções de voto. Porém, a chegada da candidata do PSB com 21% das intenções deixa o candidato tucano em situação de empate técnico, graças à margem de erro da pesquisa. Com esses números, a candidata do PT mantém a dianteira com 15 pontos de vantagem sobre os principais rivais.

Nas respostas espontâneas, onde os pesquisados apresentam seu candidato sem que nenhum nome seja proposto pelo pesquisador, Dilma cresceu dois pontos percentuais, mantendo-se na margem de erro da pesquisa com 24% das intenções. Nesse cenário, Marina fica com 5% e Aécio mantém-se em segundo com 11%.

Segundo turno

Na simulação do segundo turno, a ascensão de Marina Silva foi ainda mais relevante: a ex-senadora e ex-ministra ficou na frente com 47% das intenções de voto em um possível confronto com Dilma, que contra Marina tem 43% das intenções.

Em um possível segundo turno contra Aécio, a petista fica em vantagem com 47% contra 39%. Essa diferença representa o dobro da vantagem que Dilma tinha em julho, quando estava a apenas quatro pontos percentuais à frente do candidato do PSDB.

A entrada de Marina na corrida mudou também o panorama dos votos brancos e dos eleitores indecisos. Em julho, ainda sem Marina, os indecisos somavam 14% e os possíveis votos brancos chegavam a 13%. Sem Campos, os indecisos não passam de 9% e os brancos chegam a 8%.

O empate de Marina com Aécio mostra o bom momento na campanha da presidente Dilma, já que o índice de rejeição da candidata caiu em relação à pesquisa de julho (de 35% para 34%).
A pesquisa do Datafolha aconteceu em 176 municípios do País entre 14 e 15 de agosto. No total, quase 3.000 eleitores foram ouvidos.
Cresce aprovação

A pesquisa ainda aponta que a aprovação à gestão da presidente Dilma Rousseff cresceu seis pontos, chegando a 38% de ótimo/bom no intervalo de um mês. Esse é o valor mais alto desde abril.

A reprovação à presidente reduziu no período, também em seis pontos. Agora, 23% consideram o governo ruim/péssimo, frente a 29% em julho. Outros 38% ainda consideram o governo regular, índice estável desde o começo do mês passado.



 
PUBLICIDADE

>>> Outras Noticias <<<
Nerópolis in Foco  
Nerópolis In Foco. (62) 99917-2379
edson.neropolis@gmail.com