Publicado em: 21/02/2015
PREFEITURA ABRE GUERRA CONTRA MOSQUITO DA DENGUE
Por Edson Lima
Nerópolis - GO

Um “Exército” de Agentes de Saúde, foi colocado nas ruas de Nerópolis, pela Prefeitura Local, sob o comanda da Secretaria de Saúde do Município, na busca de conter o constatado avanço da doença da dengue, em toda a Cidade.

Veículos de som, bomba fumacê retirada de lixos e resíduos armazenadores de águas, nos fundos dos quintais das residências visitadas além de orientações e informações técnicas, fazem parte dos trabalhos da Equipe de Combate a Dengue.

Com a volta das chuvas a presença do mosquito Aedes aegypti passou a assombrar os neropolinos, lotando os Postos de Saúde e os leitos do Hospital Sagrado Coração de Jesus.

Embora muitos insistem em não levar a sério as orientações das áreas de saúde pública é preciso deixar bem claro, que a dengue mata. Quem se descuida, pode estar decretando a sua própria morte, ou de um ente querido.

Inexplicavelmente, muitos moradores ainda não entenderam a importância dos trabalhos e o perigo da doença. Alguns pedem para que o fumaçê não seja usado, pelos simples fato de não gostarem do cheiro. Outros, sequer abrem as suas portas para os agentes de saúde.

Segundo o renomado médico Drauzio Varela, “O vírus da dengue é transmitido pela picada da fêmea do Aedes aegypti, um mosquito diurno que se multiplica em depósitos de água parada acumulada nos quintais e dentro das casas.

Existem 4 tipos diferentes desse vírus: os sorotipos 1, 2, 3 e 4. Todos podem causar as diferentes formas da doença.

Observação importante: Depois de muitos anos sem registro de nenhum caso de contaminação, o sorotipo 4 voltou a circular em alguns estados do Brasil. Especialmente as crianças e os jovens não desenvolveram imunidade contra ele. Por isso e para evitar a dispersão desse vírus, o Ministério da Saúde determinou que todos os casos suspeitos de dengue 4 sejam considerados de comunicação compulsória às autoridades sanitárias no prazo de 24 horas”.

O perigo da Dengue Hemorrágica:



“ Ainda segundo o Dr. Varela: “Nos adultos, a primeira manifestação da dengue hemorrágica é a febre alta (39º a 40º), de início repentino, associada à dor de cabeça, prostração, dores musculares, nas juntas, atrás dos olhos, vermelhidão no corpo (exantema) e coceira. Num período de 3 a 7 dias, a temperatura começa a cair e os sintomas geralmente regridem, mas pode persistir um quadro de prostração e fraqueza durante algumas semanas”.

Aplaudimos a inciativa das autoridades municipais, pelo esforço demonstrado, mas temos que estarmos cientes de que, sem a participação efetiva, no dia a dia de todos os habitantes, a luta vai ser inglória e o perigoso mosquito vai causar muitos danos a todos nós.




Veículo utilizado na borrifação de malatol



Carro de som, alertando a população



Agentes de Saúde visitam casa por casa









Aqui, moradora consciente colaborando com os trabalhos



Agente de Saúde Dileno Junior: Alguns moradores rejeitam a borrifação, apenas por não gostar do cheiro do produto



Secretário Carlos Roberto, no comando da luta contra a Dengue.
 
PUBLICIDADE

>>> Outras Noticias <<<
Nerópolis in Foco  
Nerópolis In Foco. (62) 99917-2379
edson.neropolis@gmail.com