Publicado em: 25/05/2013
SOPA FRATERNA. MAIS DE VINTE ANOS DE TRABALHO DE UMA EQUIPE ANÔNIMA
Por Edson Lima
Nerópolis - GO

É certo que, com a criação dos últimos programas governamentais, de apoio social, como Bolsa Família e Bolsa Escola, já não mais se ouve falar que famílias vieram a morrer de fome, como acontecia num passado não muito distante.
Mas também é certo que a fome ainda continua a existir, se não avassaladora, pelo menos daquelas que fazem crianças ou adultos, viverem com aquela sensação de que as refeições não foram assim tão suficientes para aplacar de vez o apetite.

E não é para menos, afinal de contas R$ 120,00 (cento e vinte reais) para alimentar uma família, chega a ser aviltante.
De um modo geral, quando deparamos com situações de famílias vivendo com tão pouco, e principalmente quando vemos crianças clamando por mais comida, nos colocamos na posição de revoltados contra os governantes, que contam com verbas, oriundas dos impostos que pagamos, para acudirem tais situações. Não é nenhuma caridade, nenhum favor. É obrigação mesmo. Compromisso normalmente assumido em campanhas, na busca do voto. É de fato revoltante.

Felizmente existem pessoas diferentes. Solidárias, caridosas, seguidoras dos ensinamentos de Cristo.
Aqui em Nerópolis, um grupo de amigos, formado por empresários, professores, funcionários públicos, donas de casa, empregados domésticos e muitos tipos de profissionais, que são capazes de dividirem o que têm, com os menos afortunados.

Demonstram há mais de vinte anos, disposição e desprendimento, para dedicarem parte de seus momentos de repouso ou lazer, para exercerem trabalhos de cozinheiros, auxiliares de cozinha, garçons e até faxineiros, para garantirem, todos os sábados, uma saborosa e nutritiva sopa que é servida para mais de 300 pessoas.

Na Casa do Caminho Maria de Nazaré, é assim. Para a equipe de Trabalho, a sopa não visa apenas alimentar. Todos eles estão cientes de que uma refeição semanal não seria o bastante para cuidar da alimentação daquelas famílias. O que se busca com o gesto, é uma aproximação maior com aqueles seres humanos, para poder levar a eles, o exemplo de humildade e fraternidade que Cristo pregou.

Os líderes do movimento, adeptos da filosofia Kardecista, onde a caridade e o amor ao próximo sempre aparece em primeiro lugar, buscam pregar o evangelho, principalmente para as crianças, que recebem, em quatro salas bem construídas e arejadas, aulas de professoras voluntárias que, com extremo carinho, passam ensinamentos com métodos interessantes, capazes de prender a atenção dos alunos, por todo o período da aprendizagem.

Neste sábado, dia 25 de maio, tivemos a oportunidade de presenciar os trabalhos deste Grupo formidável, onde conhecidas cozinheiras profissionais de Nerópolis cuidavam da sopa, o Tenente Coronel Wilson lavava panelas, a Biomédica Dra. Kelly, fazia a faxina de seu Consultório, o Empresário Roberto Rosa e sua esposa Marta, ocupavam a função de garçons na distribuição da sopa e o casal Manoel Navega, de 85 anos, juntamente com sua esposa Dona América, de 80, auxiliavam nos trabalhos gerais, enquanto quase uma dezena de outros abnegados, se revezavam nos demais trabalhos.

A Casa oferece ainda remédios fitoterápicos, cursos de artesanatos e muitos outros trabalhos filantrópicos, como por exemplo, a oferta de enxovais para recém- nascidos.

A bem estruturada construção da Sede da Entidade foi conseguida com doações da equipe, e de alguns beneméritos. As despesas com a sopa são também rateadas entre os voluntários. O macarrão vem sendo doado pelo fabricante do Nissin e a carne vem de um açougue, anônimo, de Goiânia. De vez em quando, alguma doação de simpatizantes neropolinos chega na Casa de Nazaré, fato que emociona o Grupo, segundo eles, não pelo valor financeiro do alimento recebido, mas sim por ter tocado o coração do doador.

O exemplo de humildade, caridade e amor ao próximo está sendo dado pelos integrantes da Casa de Nazaré, nestas últimas décadas, sempre no anonimato. Más nos da Nerópolis In Foco, não podíamos deixar de registrar esta nobre tarefa, e, mesmo contrariando a filosofia deste verdadeiro exército de voluntários filantrópicos, contar um pouquinho de suas histórias e mostrar alguns destes elogiáveis cristãos.




Professora Débora Rosa: Dedicação e carinho.




Com alegria e fraterrnidade, alimenta-se o corpo e o espírito..








Espaço dedicado aos conhecimentos gerais.




Visão parcial da ampla e bem estruturada sede.




Seguindo os ensinamentos, o pão é repartido.
















Tenente Coronel Wilson: Exemplo de humildade e fraternidade.












Dra. Kelly. Atendendo com amor.



Manoel Navega e Dona América. Unidos na solidariedade.




Nézio Ribeiro. Arrebanhando mais um amigo para os trabalhos.




Ao lado de Edson Lima, Wilmar Rosa., mais um membro de uma família benemérita.







 
PUBLICIDADE

>>> Outras Noticias <<<
Nerópolis in Foco  
Nerópolis In Foco. (62) 99917-2379
edson.neropolis@gmail.com